Uma Palavra Amiga

As impossibilidades humanas = possibilidades de Deus

13 de Julho
Disse, então, Jesus aos seus discípulos: Em verdade vos digo que é difícil entrar um rico no reino dos céus. E outra vez vos digo que é mais fácil passar um camelo pelo fundo de uma agulha, do que entrar um rico no reino dos céus. Os seus discípulos, ouvindo isto, admiraram-se muito, dizendo: Quem poderá, pois, salvar-se? E Jesus, olhando para eles, disse-lhes: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível. Mateus 19:23-26
Ouvir

Depois de o jovem rico se ter afastado de Jesus e do Seu convite a uma entrega total, Jesus disse aos Seus discípulos que “é difícil entrar um rico no reino dos céus”, tão difícil como passar um camelo pelo fundo de uma agulha.

Esta imagística de um camelo passar pelo fundo de uma agulha tem tido várias interpretações interessantes. Uma delas mantém que as cidades muradas tinham duas portas. Uma era a grande porta principal através da qual se movimentava todo o tráfego. Além desta, a muralha tinha frequentemente uma porta pequena, baixa e estreita. A teoria sugere que, quando a porta principal se fechava, a única maneira de entrar na cidade era através da porta pequena, pela qual até uma pessoa adulta dificilmente conseguia passar em pé. Diz-se que esta porta pequena era chamada “o fundo da agulha”. Desnecessário será dizer que, se uma pessoa tinha de se espremer para passar, seria realmente difícil para um camelo, o maior animal da Palestina.

De acordo com esta ideia questionável, era difícil para um camelo conseguir atravessar a porta, mas não era impossível se aplicasse uma grande dose de esforço. Esta analogia tornava possível a um pessoa rica entrar no reino do Céu, se trabalhasse arduamente e o suficiente nesse propósito.

Contudo, não era isto que Jesus estava a ensinar. Com a ilustração do camelo e do fundo de uma agulha Ele não estava a dizer que era difícil, mas, sim, que era impossível – tal como era impossível o maior dos animais passar através da mais pequena das aberturas.

Este ensino apanhou os discípulos desprevenidos. Tal como outros Judeus, consideravam os ricos como sendo abençoados por Deus. Quem, perguntaram eles, pode entrar no reino, se isso é impossível aos ricos abençoados?

“Aos homens”, responde Jesus, “é isso impossível, mas a Deus tudo é possível”. E, com estas palavras, Jesus prepara a cena para a Sua parábola sobre a graça, em Mateus 20.

Ó Deus, ajuda-me a ultrapassar as minhas ideias erradas sobre o Teu reino, incluindo as que se relacionam com as nossas impossibilidades e com as possibilidades da Tua graça.